Homem é preso por suspeita de furto em Pirassununga/SP

Um homem de 29 anos de idade, morador no bairro de Vila Santa Fé/Cerrado de Emas/Pirassununga/SP foi preso em flagrante por suspeita de ter praticado o furto de uma Lixadeira manual. O caso teria ocorrido no início da noite deste domingo, 3, no Jardim Margarida, região norte da cidade.

De acordo com os guardas civis, Magalini e Travagin, realizavam patrulhamento de rotina quando foram acionados via CECOM – 153 – sobre o furto de uma Lixadeira pelo Jardim Margarida, região norte da cidade. Diante a informação, foram ao local, onde após conversas com vizinhos ao local obtiveram as características e vestimentas do suspeito que trajava camiseta azul e um boné e que poderia estar seguindo pela SP – 201 – rodovia prefeito Euberto Nemézio Pereira de Godoy, que liga os bairros do Cerrado de Emas, Distrito de Cachoeira de Emas e ao município de Santa Cruz das Palmeiras/SP, que liga o leste paulista e sul de Minas Gerais.

Após patrulhamento intensivo, os guardas civis acima mencionados lograram êxito em abordar o suspeito, isto no momento entregando uma lixadeira a um rapaz que estava em uma motocicleta modelo Honda/Twister, de cor vermelha. Quando eles perceberam a aproximação da viatura fugiram tomando sentidos opostos. O homem que estava a pé foi abordado e nesse momento foram acionadas outras equipes a fim de localizar o indivíduo na moto.

O motociclista tomou sentido à zona norte da cidade, mas conseguiu despistar a GCM pelo Jardim São Valentim. Em revista junto ao suspeito (que estava a pé), foram encontradas uma faca e um alicate. Segundo os GCMs, ao ser questionado sobre o furto da lixadeira, ele prontamente confessou o crime. Ele ainda levou os guardas até a residência onde ocorreu o delito e ainda afirmou que havia vendido o aparelho pelo valor de R$ 50.

Ao ser questionado sobre quem seria o comprador da lixadeira, o acusado informou o nome de uma pessoa, já conhecida dos meios policiais. Uma viatura foi até a residência do suposto comprador, mas no local não foram encontradas a lixadeira e nem a motocicleta que foi utilizada na fuga. O homem negou qualquer participação no caso e disse que estava em casa realizando um serviço de pintura com seu pai. Sem as provas necessárias, ele foi liberado.

O suspeito foi levado ao Pronto Socorro para exame de corpo de delito e, ao sair da viatura, foi encontrada uma nota de R$ 50 – que teria sido o valor recebido pela venda da lixadeira. No Plantão Policial, o delegado Dr. Carlos Eduardo Mallaman arbitrou fiança no valor de R$ 1.500, que acabou não sendo paga, sendo levado para a Central de Vagas para aguardar por audiência de custódia.


fonte: ReporterNaressi