Aposentado é preso por tentativas de estupro e homicídio

so na noite deste sábado, 14, por tentativa de homicídio e tentativa de estrupo, devendo responder também por outro artigo do Código Penal – Feminicídio contra mulher por razões da condição de sexo feminino, o caso se deu no início da noite rua Avenida São Lucas, 767, Vila Santa Fé, Cerrado de Emas, município de Pirassununga/SP.

De acordo com os guardas civis municipais Eneas e Bercke que apresentaram a ocorrência no plantão da Polícia Judiciária, estavam em patrulhamento de retina pelos bairros do Cerrado de Emas, quando foram informados que uma mulher com cortes na cabeça e mão pedia por socorro.

De acordo com os registros, a mulher, uma divorciada de 35 anos de idade, moradora na rua São Francisco de Assis, no bairro em questão, passou a tarde inteira consumindo bebida alcóolica com o aposentado na casa do mesmo, quando em dado momento, isto pouco mais das 19h20, o suspeito teria tentado manter relações sexuais com a mesma e, diante negativa, o mesmo teria tentado enforca-la, porém, ela se defendeu golpeando-lhe com uma faca sua mão.

Ainda segundo o boletim de ocorrência, o aposentado se muniu de um “foião” desferindo três golpes contra a vítima, dois destes acertaram sua cabeça e outro sua mão, em tentativa de se defender. A mulher conseguiu fugir para a rua onde pediu por socorro.

Uma equipe do SAMU socorreu a mulher ao Pronto Socorro e os guardas civis Bercke e Eneas, seguiram para a casa do aposentado, encontrado um cômodo revirada como se houvera luta pelo local e muito sangue pelo chão e colchão. Em vistoria ao imóvel os GCMs encontraram a “arma branca” usado pelo homem, o qual recebeu voz de prisão em flagrante, sendo encaminhado ao plantão da Polícia Judiciária, isto depois de ter sido atendido no Pronto Socorro.

Os guardas civis Bueno e Batel permaneceram na casa do acusado até a chegada da perícia do Instituto de Criminalista da cidade de Limeira/SP, a qual foi solicitada pelo delegado de polícia, João Fernando Batista, que ratificou a voz de prisão dada pelos guardas civis municipais, sendo o mesmo conduzido para a Central de Vagas de Pirassununga onde aguarda por audiência de custódia.

O delegado de polícia esteve no Pronto Socorro devido a mulher estar sedada, assim, não tendo como ser ouvida nos autos, mas conversou com os guardas durante o socorro. O médico que atendeu a mulher disse que os cortes na cabeça foram profundos, ao ponto de laceração do couro cabeludo a ponto de expor os ossos do crâneo.

Fotos – GCM
Fonte: ReporterNaressi